Prefeitura de São Paulo se antecipa e começa a vacinar idosos de 80 a 84 anos no sábado (27)

Doses estarão disponíveis nos cinco pontos de drive thru e em 82 AMAs




Aline Mazzo


SÃO PAULO

A Prefeitura de São Paulo vai antecipar a vacinação contra a Covid-19 de idosos com idades entre 80 a 84 anos para no próximo sábado (27) —dois dias antes da data prevista.

A vacinação será feita nos cinco pontos de drive-thru, que abrirão para início da campanha, e nas 82 AMAs que funcionam aos sábados. A partir de segunda (1), as doses estarão disponíveis para esse público em todos os postos de saúde da cidade. Segundo a prefeitura, há mais de 140 mil idosos nessa faixa etária na cidade. A medida foi anunciada em entrevista coletiva pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) na manhã desta quinta-feira (25). Assim, a gestão Bruno Covas (PSDB|) novamente se antecipa ao governo do estado na vacinação dos idosos. A prefeitura já havia adiantado a imunização de idosos do grupo de 85 a 89 anos em 11 de fevereiro e também e determinou que os paulistanos com mais de 90 anos começassem a ser vacinados no último dia 5, três dias antes do programado pelo estado.

A análise de dados de óbitos por Covid-19 na cidade mostra que 45,9% dos idosos com mais de 75 anos que são internados em razão da doença acabam morrendo. "Por isso a estratégia em buscar a vacinação dessa faixa etária de forma prioritária. É a população mais atingida", disse o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.


A partir de segunda, também começarão a ser vacinados nas UBSs da cidade os profissionais de saúde autônomos com idades entre 55 e 59 anos. Antes, só estavam sendo vacinados membros desse grupo com mais de 60 anos.


A prefeitura também iniciará na próxima semana a imunização de 3.500 funcionáriosda Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, em sua maioria terceirizados, que atuam diretamente com idosos e população em situação de rua.


Segundo Aparecido, após o STF (Supremo Tribunal Federal) autorizar a compra de imunizantes por estados e municípios e a Câmara Municipal aprovar a aquisição de doses, o prefeito Bruno Covas já determinou que sejam iniciadas essas negociações. O secretário, no entanto, afirma que serão procurados apenas laboratórios que tiverem vacinas aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).


NA ZONA LESTE, 23% JÁ FORAM INFECTADOS


Também foram apresentados na coletiva os dados da fase 3 do inquérito sorológico feito na capital em 2021. O levantamento —que testou 1.745 paulistanos com mais de 18 anos, em todas as regiões da cidade, até 4 de fevereiro— mostra um aumento da prevalência de contaminados pela Covid-19 na cidade, com estimativa de 16,3% de infectados. Na fase 2, essa taxa era de 13,9%.


A região com maior incidência da doença é a zona leste, onde 22,9% dos habitantes jé teve a doença. Em seguida vem a zona sul, com 16,4% de contaminados, seguida pela zona norte (12,3%), centro-oeste (13,2%) e a região sudeste (11,8%), que reúne bairros com Vila Mariana, Ipiranga e Vila Prudente.


A prevalência da doença nas áreas com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) baixo é de 20,5%, praticamente o dobro do registrado nas regiões de IDH alto, em que a taxa de infectados cai a 10,5%.

A fase 3 do inquérito revelou ainda o aumento do percentual de doentes assintomáticos. Segundo o estudo, 43% dos paulistanos que tiveram Covid-19 ficaram assintomáticos. No início do ano, na fase 1 da pesquisa, esse índice era de 29,2%.


Para o secretário Edson Aparecido, esse dado reforça a necessidade do uso de máscara e da manutenção das medidas de distanciamento social, já que boa parte dos contaminados pode não saber que está transmitindo o vírus.


Questionados se têm frequentado locais como bares, restaurantes, cafés, academia ou hotel, 35,9% afirmaram que costumam ir a pelo menos um desses estabelecimentos. Na fase 1, essa marca era de 32,4%.

Entre quem frequenta esses locais, a prevalência de contaminação é de 17,6%. Já no grupo dos que não frequentam, a taxa de contaminação cai para 15,1%.


Dos leitos de UTI da rede municipal destinados a pacientes com Covid, 72% estavam ocupados nesta quinta. Na rede particular da cidade, essa taxa chega a 70%.


ONDE SE VACINAR

Drive-thrus (segunda a sexta, 8h às 17h)*:

Estádio do Pacaembu - praça Charles Miller - Pacaembu (zona oeste); Neo Química Arena Corinthians - av. Miguel Ignácio Curi, 111 - Itaquera (zona leste); Autódromo de Interlagos - av. Jacinto Júlio - Portão 9 KRF - Interlagos (zona sul); Centro de Exposições do Anhembi - rua Olavo Fontoura - Portão 38 - Santana (zona norte); Igreja Boas Novas, na Vila Prudente - rua Marechal Malet, 611 - Vila Prudente (zona leste).

Centro-Escolas (segunda a sexta, 7h às 19h):

Barra Funda - av. Dr. Abrahão Ribeiro, 283 - Barra Funda (zona oeste) Geraldo de Paula Souza - av. Dr. Arnaldo, 925 - Sumaré (centro) Samuel Barnsley Pessoa - av. Vital Brasil, 1.490 - Butantã (zona oeste)

468 UBSs/AMAs Integradas:

Veja como achar a mais próxima no ttps://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br/​ drive thrus funcionarão neste sábado para início da campanha de vacinação de idosos com 80 a 84 anos