Empresário investigado por ameaçar Lula em vídeo é identificado no interior de SP

Homem, identificado como José Sabatini, mora em Artur Nogueira, na região de Campinas, estava na cidade quando foi abordado por policiais do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), informou a Polícia Civil.


Por Patrícia Teixeira, G1 Campinas e Região

17/03/2021 16h06 Atualizado há 52 minutos



Empresário do interior de SP é investigado após fazer ameaças ao ex-presidente Lula — Foto: Reprodução


A Polícia Civil de Artur Nogueira (SP) confirmou nesta quarta-feira (17) a identidade do empresário que gravou um vídeo ameaçando o ex-presidente Lula no último fim de semana. Segundo o delegado Lúcio Petrocelli, o homem que aparece na imagem é José Sabatini, de 70 anos.


Nesta manhã, policiais do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), da capital paulista, fizeram uma diligência até Artur Nogueira para encontrar Sabatini, que aceitou ir a São Paulo para ser ouvido, explicou o delegado Petrocelli ao G1. O empresário tem residência na cidade.

"Hoje pela manhã fizeram a diligência. Ele [José Sabatini] foi para São Paulo, para o DHPP", confirmou o delegado.

As investigações deste caso serão conduzidas pelo DHPP. O advogado de Sabatini ainda não foi localizado para se posicionar sobre o vídeo e os desdobramentos. Ameaça em vídeo No vídeo postado em redes sociais, o empresário aparece com uma camiseta do Brasil e a bandeira do país enrolada na cintura, com uma arma na mão. Ele faz disparos e, dirigindo-se a Lula, aponta para a arma e diz que o ex-presidente "vai ter problema".


Na última segunda-feira (15), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), determinou que a polícia abrisse uma investigação sobre o homem responsável por divulgar um vídeo fazendo ameaças de morte ao ex-presidente Lula.


O Inquérito Policial foi aberto na mesma noite, informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP). "O trabalho investigativo requer sigilo nas informações", diz a nota. A Polícia Civil apura, além do crime de ameaça, a suspeita de incitação ao crime, calúnia, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e disparo de arma de fogo.

José Sabatini é morador de Artur Nogueira e já foi membro da presidência da Associação Comercial e Empresarial da cidade (Acean). Procurada pelo G1, a instituição não quis comentar o caso, mas confirmou que é Sabatini quem aparece no vídeo investigado pela polícia.


A empresa dele é uma indústria hidráulica na cidade, que também não quis se posicionar.


Impedido de propagar vídeo

Nesta terça (16) a Justiça de São Paulo proibiu o homem apontado como autor do vídeo de continuar divulgando ou propagando as imagens nas redes sociais, na internet, ou por qualquer outro meio.


Na decisão, o magistrado diz que, em caso de descumprimento, o homem será condenado a multa de R$ 1 mil por dia.