Covid-19: "Chega de frescura, de 'mimimi'. Vão ficar chorando até quando?", questiona Bolsonaro

Presidente voltou a criticar medidas de isolamento e restrições por conta da pandemia: "Onde vai parar o Brasil se nós pararmos?"


Da Redação

04/03/2021 14h58


O presidente Jair Bolsonaro classificou, nesta quinta-feira (4), como 'frescura' e 'mimimi' as medidas de isolamento que tentam controlar o avanço da pandemia de Covid-19 no Brasil.

Em conversa com produtores rurais durante inauguração de trecho da Ferrovia Norte-Sul, no Goiás, Bolsonaro disse: "Vocês não ficaram em casa, não se acovardaram. Nós temos que enfrentar os nossos problemas. Chega de frescura, de 'mimimi'. Vão ficar chorando até quando? Temos que enfrentar os problemas. Onde vai parar o Brasil se nós pararmos?". Em seguida, o presidente citou trecho da bíblia e afirmou que "lamenta qualquer morte, mas essa é a nossa vida". "O efeito colateral do tratamento errado da Covid é pior do que o próprio vírus", completou.


O Brasil superou, na última quarta (3), o recorde de mortes por Covid-19 atingido no dia anterior e se aproxima de 2 mil óbitos diários pela doença. Segundo o Ministério da Saúde, o país tem 1.910 novos óbitos - ontem, eram 1.641 - e acumula 259.271 vítimas fatais desde o início da pandemia.

Foi o 42º dia consecutivo em que a média móvel do país fica acima das 1.000 mortes. Também foram contabilizados nesta quarta 71.104 novos casos de infecções pelo coronavírus, segundo maior número desde a chegada do vírus ao país, em fevereiro de 2020. No total, o Brasil contabiliza 10.718.630 casos de Covid-19.

Câmara Municipal de São Paulo
Palácio Anchieta - Viaduto Jacareí, 100

10º Andar - Sala 1018 - CEP 01319-900
Tels.: (11) 3396-4294 / 3981

São Paulo - SP